Pesquisa mostra mais apoio popular à reforma Previdenciária. Projeto começa a ser votada nesta terça

O levantamento aponta, ainda, que, entre os eleitores do presidente Jair Bolsonaro, 67% são favoráveis aos critérios que estão sendo instituídos para os segurados do INSS pedirem aposentadoria.

Foto: reprodução.

O projeto de reforma previdenciária começa a ser discutido e votado nesta terça-feira (9) na Câmara Federal em meio aos números de uma pesquisa do Datafolha que aponta crescimento do apoio popular às mudanças nas regras para os trabalhadores se aposentarem. Segundo o Datafolha, 47% dos brasileiros apoiam à reforma. Em abril, esse apoio era de 41%.

O levantamento aponta, ainda, que, entre os eleitores do presidente Jair Bolsonaro, 67% são favoráveis aos critérios que estão sendo instituídos para os segurados do INSS pedirem aposentadoria. A última pesquisa, publicada em abril, mostrava que esse apoio era de 55%. Entre os eleitores de Fernando Haddad (PT), a rejeição à reforma passou de 72% para 67%.

O Instituto Datafolha ouviu, nos dias 4 e 5 de julho, 2.086 brasileiros com 16 anos ou mais em todo o país. O Datafolha extraiu, também, o sentimento dos homens e mulheres em relação à reforma: entre homens, 57% são a favor da proposta e 38% contra. Entre mulheres, 50% são contra e 39% a favor.

Com os números da pesquisa em mãos, os deputados federais começam a discutir e votar, nesta terça-feira, na Câmara Federal, a reforma da Previdência Social.  Os líderes de partido que apoiam a proposta trabalham para que a votação do texto-base em primeiro turno seja concluída até a madrugada, deixando a apreciação dos destaques (propostas de alteração pontuais) para quarta-feira. São necessários 308 votos para aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição).

O Governo Bolsonaro calcula que tem mais de 320 votos, enquanto líderes de oposição consideram que esses números podem representar um blefe, ou seja, são irreais. A votação da reforma previdenciária na Câmara Federal poderá ser concluída até a próxima sexta-feira.

Leia a Anterior

Fundação Getúlio Vargas indica que desemprego recuou em junho

Leia a Próxima

MEC divulga resultado do FIES nesta terça-feira (09)