Plenário mantém nova forma de cálculo do valor da aposentadoria e busca terminar votação ainda hoje

Foto: reprodução.

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, por 346 votos a 131, o destaque do PT e manteve na proposta da reforma da Previdência a nova forma de cálculo do valor da aposentadoria, definida como a média de todos os salários de contribuição sobre a qual se aplicam 60% por 20 anos de contribuição e se acrescentam 2% por cada ano a mais de recolhimento além desse tempo.

Atualmente, a média é calculada sobre 80% das maiores contribuições e não existe um redutor vinculado ao tempo de contribuição, exceto em alguns casos na legislação do INSS.

Neste momento, está em análise outro destaque do PT para manter apenas a média aritmética simples de todas as contribuições no cálculo dos proventos, retirando a incidência de 60% sobre esse cálculo, mais 2% por cada ano a mais de recolhimento além desse tempo.

Nesta sexta-feira (12), os deputados continuam a analisar os últimos destaques que podem alterar o texto-base da reforma da Previdência, aprovado na forma do substitutivo do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP).

O presidente da comissão especial que analisou a reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), afirmou que a comissão deve se reunir ainda hoje, a partir das 20h30, para votar a redação final do texto a ser aprovado pelo Plenário em primeiro turno. O texto que for aprovado na comissão será votado em segundo turno pelo Plenário.

*Com informações do portal da Câmara dos Deputados

Leia a Anterior

Plenário mantém regras sobre cálculo da pensão por morte na reforma da Previdência

Leia a Próxima

Relatório do pacote anticrime deve ter votação concluída no segundo semestre