Polícia Civil de SP faz operação para prender quadrilha do Ceará por ‘crimes de pistolagem’

Organização criminosa é apontada por realizar assassinatos encomendados em troca de dinheiro.

Polícia Civil realiza uma operação na manhã desta segunda / Foto: Reprodução

A Polícia Civil realiza uma operação na manhã desta segunda (15) em Guarulhos, na Grande São Paulo, contra uma quadrilha que cometeu “crimes de pistolagem” no Ceará. O crime de pistolagem é uma expressão usada no Nordeste do país para os assassinatos encomendados em troca de dinheiro.

Ao todo, 80 policiais participam da operação para cumprir 15 mandados de prisão e 20 mandados de busca e apreensão. Na manhã desta segunda, 13 homens e 2 mulheres chegaram algemados na delegacia.

De acordo com a polícia, vários membros da organização criminosa são da mesma família e fugiram para São Paulo para não serem mortos. Alguns integrantes da quadrilha são apontados pela polícia como responsáveis pela morte de 2 PMs, incluindo um comandante, no estado do Ceará.

Ainda de acordo com a polícia, a quadrilha de assassinos de aluguel continuou a praticar os assassinatos sob encomenda em São Paulo, principalmente para eliminar ou intimidar rivais na promoção de vaquejadas, uma atividade cultural do Nordeste brasileiro, na qual dois vaqueiros montados a cavalo têm de derrubar um boi, puxando-o pelo rabo.

A quadrilha também se aliou ao Primeiro Comando da Capital (PCC) e passou a vender drogas com aval da facção criminosa que age dentro e fora dos presídios de São Paulo.

Leia a Anterior

Chuva das últimas 24 horas foi a maior de Fortaleza em 2019, com 148,4 milímetros

Leia a Próxima

Tucanos tentam redefinir rumos: PSDB enfrenta conflito e busca renovação