Por falta de provas, MPCE diz que ainda não abriu investigação de denúncia de André Fernandes

André Fernandes (Foto: Reprodução)

O procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Estado (MPCE), Plácido Rios, informou nesta segunda-feira (24), que o órgão ainda não abriu investigação por falta de provas. O procurador rebateu as críticas do deputado estadual, André Fernandes (PSL), sobre o suposto “vazamento” da denúncia encaminhada por ele, no último dia 14, em que acusa o deputado, Nezinho Farias (PDT), de envolvimento com facção criminosa.

Durante coletiva de imprensa, na manhã desta segunda-feira (24), André Fernandes reclamou da atuação do Ministério Público por não ter mantido o sigilo da denúncia.

O procurador-geral de Justiça, Plácido Rios, disse que houve um “equívoco” por parte de André Fernandes e afirmou que não havia necessidade de estabelecer o sigilo nas informações apresentadas. A denúncia foi encaminhada à Procuradoria de Justiça dos Crimes contra a Administração Pública (Procap).

Mesmo considerada como gravíssima, de acordo com Plácido Rios a denúncia apresentada pelo  deputado do PSL não apresentou provas no documento, apenas suposições e, por isso, o MP ainda não abriu investigação. O chefe do órgão disse que o deputado André Fernandes foi convidado para prestar depoimento e apresentar novos elementos à denúncia.

Leia a Anterior

Arrecadação federal de maio chega a R$ 113,2 bilhões e atinge melhor resultado desde 2014

Leia a Próxima

Quase 30% dos cearenses está com IPVA atrasado, saiba como regularizar