Porto do Pecém registra alta de 56% na movimentação em comparação com 2018

O crescimento foi puxado pelo aumento na demanda de diferentes tipos de cargas, que vão desde frutas até material de limpeza

O Complexo Industrial e Portuário do Pecém registrou alta de 56% na movimentação de contêineres entre portos brasileiros no primeiro semestre de 2019 em comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com a administração do porto, o crescimento foi puxado pelo aumento na demanda de diferentes tipos de cargas, que vão desde frutas até material de limpeza.

O terminal cearense conta com dois guindastes que permitem que a operação de contêineres seja feita de modo mais eficaz. O embarque geral de cargas através do Porto do Pecém foi destaque com crescimento de 15% quando comparado aos seis primeiros meses de 2018. As principais cargas que saíram pelo Pecém foram placas de aço, pás eólicas, suco de frutas, frutas frescas, sal, cereais e farinha de trigo.

A movimentação do porto cearense no primeiro semestre do ano somou 8,7 milhões de toneladas movimentadas. As cargas que necessitam ser individualizadas, os granéis sólidos como minério de ferro e carvão mineral, que são matéria-prima para a siderúrgica e usinas térmicas, mantém a posição de carga mais relevante representando 54% da movimentação total.

Leia a Anterior

65% dos micro e pequenos empresários não pretendem contratar crédito nos próximos três meses, aponta pesquisa

Leia a Próxima

Ministério da Educação afirma que 108 escolas militares serão implantadas até 2023