Queijo produzido no Vale do Jaguaribe vira destaque nacional

O produto faz parte do trabalho de pesquisados da Embrapa Caprinos e Ovinos

Queijo produzido no CE é rico em probióticos / Foto: Reprodução

Um produto da Região do Jaguaribe ganha, mais uma vez, destaque nacional. O queijo fabricado com leite de cabra, do tipo boursin, acrescido de microrganismos de efeito benéfico para a saúde humana – chamados probióticos – é a primeira produção de queijo artesanal 100% brasileira. Atualmente, a maioria das queijarias trabalham com fermentos importados.

O produto faz parte do trabalho de pesquisados da Embrapa Caprinos e Ovinos, no sertão cearense, que há alguns anos vêm apostando em produtos derivados de leite caprino com probióticos. Segundo pesquisadores, há, na região jaguaribana, bactérias benéficas à saúde dos consumidores. Isso acontece porque o queijo coalho, produzido na região, possui, segundo os pesquisadores, peptídeos antimicrobianos.

Por conta de suas características, o queijo produzido no Ceará se torna diferente de queijos do mesmo tipo produzidos em outros estados. O correspondente da região do Vale do Jaguaribe, Carlos Silva, em sua participação no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior) desta segunda-feira (15). Clique no player abaixo:

Leia a Anterior

Saca de milho dispara, mas feijão anima produtores em cidades do Interior

Leia a Próxima

Casos de pneumonia tendem a aumentar em períodos de chuvas