“Quem não se sentiria orgulhoso de estar a frente da cidade?”, diz Sarto sobre pré-candidatura à prefeitura de Fortaleza

O parlamentar foi entrevistado dentro do Bate-Papo Político pelos jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida

José Sarto é entrevistado no Jornal Alerta Geral | Foto: Redação

O presidente da Assembleia Legislativa, José Sarto (PDT), que, atualmente, exerce o sétimo mandato consecutivo, participou, nesta segunda-feira (8), de entrevista no  Jornal Alerta Geral (Expresso FM 104.3 + 26 emissoras no Interior + Redes Sociais), fez um balanço das atividades no primeiro semestre de 2019 e, ao ser questionado sobre a citação do seu nome como um dos pré-candidatos do PDT à Prefeitura de Fortaleza, disse que seria um orgulho muito grande administrar a cidade.

O parlamentar foi entrevistado dentro do Bate Papo Político pelos jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida. Questionado por Beto se estaria de olho na sucessão municipal da capital cearense de 2020, Sarto afirma que tem ótimas relações com a cidade:“Eu tenho ligações históricas com Fortaleza, em todos os meus mandatos sempre tive uma votação muito boa em Fortaleza. Procuro defender um projeto para o Ceará.”

A presença de Sarto em eventos do Governo do Estado e da Prefeitura da Capital para, ao lado do Governador Camilo Santana e do prefeito da Capital, Roberto Cláudio, visitar ou inaugurar obras, chama a atenção e, nos bastidores políticos, essa movimentação é vista como estratégia de construção de uma pré-candidatura. Questionado sobre esse assunto pelo jornalista Beto Almeida, Sarto foi categórico: ‘’a eleição é uma coisa só do ano que vem.”

José Sarto é entrevistado no Jornal Alerta Geral | Foto: Camila Maciel

Estado do Ceará

Ao falar sobre o estado do Ceará e a importância de projetos como a transposição do Rio São Francisco, o deputado Sarto pontua que articulações serão feitas para que as obras sejam concluídas: ” A ideia é ir a Brasilia visitar o ministro pra sensibilizar e fazer a reivindicação da retomada imediata das obras, porque já tem, salvo engano, o último dado era que 97% já tinha sido concluído, está faltando aí 3% pra trazer a água do São Francisco, entrando pelo cariri aqui para o Ceará.”

Outro assunto em pauta na entrevista foi a reforma da Previdência. O parecer da proposta do governo foi aprovada na Comissão Especial da Câmara dos Deputados e, agora, segue para discussão e votação no plenário da casa legislativa. No projeto, que se firmou como maior bandeira do governo federal, não serão incluídos estados e municípios, os quais terão que construir sua própria previdência. José Sarto destaca que o governo estadual já se antecipou quanto a isso:

O governo Camilo Santana tinha feito com sua equipe uma projeção do impacto da entrada ou não entrada do estado do Ceará. O estado já fez algumas mudanças ao longo dos anos, inclusive aumentando a alíquota que hoje já é 14%, então já são algumas medidas de antecipação. A repercussão imediata para o Ceará é quase zero, o ideal era que se incluísse, mas o  que tinha de ser feito o governo do Ceará já fez.

Da esquerda para a direita: Beto Almeida, José Sarto, Luzenor de Oliveira e advogada Priscila Brito

Polêmica na Assembleia

Durante a entrevista, Sarto foi indagado, também, sobre as denúncias do deputado estadual André Fernandes (PSL) de que colegas parlamentares teriam envolvimento com facções criminosas. A acusação gerou desgastes à imagem do Legislativo. Como consequência, André foi alvo de representações no Conselho de Ética pelos partidos PSDB e PDT. André também teve sua denúncia arquivada pelo MP-CE por falta de provas significativas. Segundo José Sarto, a decisão de André em pedir desculpas ao colega deputado Nezinho Farias (PDT) deixa o desgaste à imagem do Parlamento como coisa superada.

Do ponto de vista de imagem tá superado porque o deputado André Fernandes se desculpou publicamente para com o deputado Nezinho, que foi o grande prejudicado. Eu faço essa crítica, é até por um pouco de inexperiência, o deputado não pode encaminhar qualquer crítica a qualquer pessoa, ele tem que se aprofundar, investigar a denúncia. Creio que faltou um pouquinho de experiência para compreender essa coisa toda. 

Confira a entrevista completa em vídeo clicando no link abaixo:

Leia a Anterior

Mercado reduz estimativa de crescimento da economia para 0,82%

Leia a Próxima

Pedro Scooby deixa a casa de Luana Piovani em Portugal após nova briga