Quixadá sai na frente e quita 13º salário de servidores municipais

A Prefeitura de Quixadá entrou na contramão da maioria das cidades do Ceará e quita, até o final deste mês, o 13º salário dos servidores municipais. O prefeito Ilário Marques (PT), que administra a cidade pela quarta vez, disse, nesta sexta-feira, que fez um planejamento a partir da sua posse no dia primeiro de janeiro  para chegar ao mês de dezembro com o 13º dos servidores pago integralmente.

A primeira parcela do benefício teve desembolso em outubro e, neste mês de novembro, segundo ele, quase todos os servidores já receberam a segunda parte do 13º salário. “Falta apenas o pessoal da Secretaria de Saúde”, disse Ilário, ao revelar que, somente com a folha de pessoal, a Prefeitura tem um desembolso de R$ 7 milhões.

“Estamos com todas as contas em dia”, acrescentou Ilário, que já faz previsões sobre o dinheiro extra da União que entrará nos cofres da Prefeitura na primeira quinzena de dezembro: o dinheiro ficará no caixa da Prefeitura. Quixadá receberá, pelo menos, R$ 1 milhão.

 O volume total de recursos a ser transferido pelo Governo Federal para os 184 municípios do Ceará ficará em R$ 98 milhões. Os cálculos são da Associação dos Prefeitos (Aprece). O repasse leva em conta os critérios de divisões de recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Os 5.550 Municípios brasileiros receberão, pelo menos, R$ 2 bilhões. O dinheiro será liberado após a marcha realizada, nesta semana, a Brasília, pelos prefeitos de todo o País.

“A mobilização foi um sucesso. Conseguimos derrubar o veto à lei que gerava prejuízos para os municípios na renegociação das dívidas com o INSS e conseguimos, também, esses recursos que darão um alívio no caixa das Prefeituras”, disse o assessor especial da Aprece, Expedito Nascimento, ao destacar o papel do presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (PMDB), para os prefeitos conseguiremos os recursos do Governo Federal.

Leia a Anterior

Gastos com aposentadorias do funcionalismo no Ceará cresceram 57% em 10 anos

Leia a Próxima

Brasil é citado como exemplo na luta contra a corrupção em fórum no Panamá