Roberto dribla PSDB e monta, com Wagner e Vitor, aliança em Fortaleza, Caucaia e Maracanaú

Acordo passa, além da Capital, pela disputa das Prefeituras de Macaranaú e Caucaia. O PSDB fica fragilizado na RMF

O deputado federal Roberto Pessoa pegou os tucanos de surpresa ao anunciar  que apoiará a candidatura do Capitão Wagner, do PROS, à Prefeitura de Fortaleza. O gesto de Roberto caiu como uma ducha de água fria na pré-candidatura do ex-deputado estadual Carlos Matos, que esperava apoio integral do grupo liderado pelo único deputado federal do PSDB. O presidente da Executiva Regional do PSDB, Luiz Pontes, não escondeu a surpresa ao ser informado sobre a manifestação de Roberto Pessoa e descartou a possibilidade de aproximação com a pré-candidatura de Wagner.

A aliança formada com o Capitão Wagner, que ganhou destaque, nesta terça-feira, no Jornal Alerta Geral, não passa apenas por Fortaleza, mas se estende, também, a Maracanaú e Caucaia – duas cidades limítrofes que, com o compartilhamento de ações da campanha, pode fortalecer as candidaturas a prefeito. O fluxo de eleitores e a proximidade entre os três municípios facilitam o trabalho conjunto para o avanço eleitoral dessa força política que surge a partir do acordo entre Wagner e Pessoa.

Os tucanos foram alertados em meados do primeiro semestre sobre as articulações puxadas pelo deputado federal Roberto Pessoa para formação da aliança com o Capitão Wagner tendo, em Caucaia, a candidatura do deputado estadual Vitor Valim (PROS) à sucessão do prefeito Naumi Amorim (PSD). Em Caucaia, Roberto tenta convencer a prima Emília Pessoa (PSDB) a compor uma chapa com Vitor.

O acordo com o Capitão Wagner, também, ajuda Roberto Pessoa a preservar o mandato na Câmara Federal e indicar a filha Fernanda à Prefeitura de Maracanaú. Roberto resiste a entrar na corrida pela sucessão do prefeito Firmo Camurça, embora seja o único nome a unir o grupo que comanda a política de Maracanaú há 15 anos.

Juntos, Roberto, com a liderança em Maracanaú, e Wagner e Vitor, com boa aceitação eleitoral na Capital e em Caucaia, se articulam para conquistar as Prefeituras das três maiores cidades da Grande Fortaleza. Os aliados não têm dúvidas da chegada de Wagner ao segundo turno na  Capital, enquanto Roberto está seguro – com ele ou com a filha Fernanda, da manutenção do comando político e administrativo de Maracanaú. O PROS, nessa aliança com o grupo de Roberto Pessoa, ganha convicção de que, em Caucaia, estará no segundo turno com a candidatura de Vitor Valim.

PASSADO & PRESENTE

Líderes do PSDB não escondem as queixas com o Capitão  que, em 2016, recebeu, como candidato a prefeito em Fortaleza, o apoio do PSDB, mas, em 2018, ignorou os apelos para permanecer no ninho tucano e fortalecer o partido com uma representação maior na Câmara Federal.

Wagner foi eleito deputado federal com 303 mil votos. Essa votação, se fosse pelo PSDB, ajudaria a sigla a eleger, no Ceará, pelo menos, quatro deputados federais. Isolado, o PSDB elegeu apenas Roberto Pessoa à Câmara Federal. O Capitão Wagner tenta, desde o início do ano, atrair o PSDB para o seu palanque, mas o descontentamento do passado fez os tucanos o descartarem como opção à sucessão municipal em 2020. Sem o PSDB, Wagner trabalha uma aliança com o PRB e o DEM, além de outras siglas menores.

ALERTA GERAL

As articulações do deputado federal Roberto Pessoa, com o deputado federal e pré-candidato Capitão Wagner, ganharam destaque, nesta terça-feira (19), no Bate Papo Político do Jornal Alerta Geral. O ‘Alerta Geral’, gerado na Grande Fortaleza pelas Rádios FMs 104.3 e 107.5, é transmitido por outras 26 emissoras de rádio no Interior do Estado e pelas redes sociais do Ceará Agora.

Leia a Anterior

PEC da Prisão em 2ª Instância pode ser votada na CCJ nesta terça

Leia a Próxima

Mudanças climáticas já prejudicam saúde das crianças, diz relatório