Sistema penitenciário: 3.450 internos do Ceará têm acesso a educação

A educação é uma das prioridades do sistema penitenciário do Ceará. Atualmente, são 3.450 internos do Estado com acesso a aulas regulares nos ensinos de alfabetização, ensino fundamental e médio nas unidades prisionais, através da Coordenadoria de Educação da Secretaria da Administração Penitenciária, em parceria com a Secretaria da Educação do Estado (Seduc).

A maioria dos apenados chegam as unidades prisionais na condição de analfabetos. Com o acesso as aulas, o objetivo da Secretaria da Administração Penitenciária é proporcionar é facilitar o processo de inclusão social e ressocialização.

Nos primeiros dez meses do ano de 2019, 5.100 detentos lêem, mensalmente, em 17 unidades prisionais do Ceará através do Projeto Livro Aberto. Nele, o preso escolhe, a cada mês, uma obra literária para a leitura. O apenado tem o prazo de 21 a 30 dias para apresentar o relatório de leitura que deve ser elaborado de forma individual, presencial, e local adequado.

Ao final de 12 obras lidas e avaliadas, o detento terá a possibilidade de diminuir 48 dias no prazo de 12 meses da pena.

Leia a Anterior

Aposentadoria militar será votada nesta terça com salário integral e sem idade mínima

Leia a Próxima

Rodovia em Itapipoca recebe quase R$ 19 milhões de investimento para desafogar o trânsito