Superintendência Estadual do Meio Ambiente fará sobrevoo para observar mancha de óleo no litoral

A Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) fará, nesta quinta-feira (26), um sobrevoo no litoral, para avaliar a extensão e gravidade da ocorrência de manchas de óleo que têm sido avistadas nas praias cearenses. A decisão foi tomada, nesta quarta-feira (25), durante uma reunião com representantes de órgãos públicos e instituições do terceiro setor ligadas ao meio ambiente.

O encontro foi realizado na sede da Secretaria do Meio Ambiente com a presença de representantes do Ibama. A autoridade federal de meio ambiente coordena o esforço conjunto de conter os efeitos da mancha e punir o responsável pelo derramamento de óleo.

Outras medidas

A observação será feita de Camocim, no litoral oeste, a Icapuí, no extremo leste. Também ficou decidido o uso de drones da Semace, para localizar e colher imagens de fragmentos da mancha que ameaçam chegar à costa.

A autarquia de meio ambiente do Estado também participa do esforço, no sentido de identificar a composição do óleo, em parceria com o Nutec/UFC e da Universidade de Fortaleza. A informação pode facilitar a encontrar suspeitos do crime ambiental.

Outra providência acertada é avaliar a balneabilidade das praias de 20 municípios litorâneos. As coletas de amostras da água também serão feitas, nesta quinta-feira (26). O resultado dos exames será apresentado na próxima semana.

Fortaleza

Na sexta-feira (27), a Semace publicará o boletim semanal de balneabilidade de Fortaleza, com orientações para o banhista. A análise da condição de banho é feita com amostras da água colhidas às segundas-feiras, em 31 diferentes pontos da orla, da foz do rio Cocó à Barra do Ceará.

O método do monitoramento é determinado pela Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) nº 274/2000, aplicada nos estados com litoral. O boletim considera o resultado obtido nas cinco análises mais recentes.

De acordo com a resolução, ocorrendo o avistamento de manchas ou de lixo no mar ou na praia, o trecho observado é considerado impróprio para banho, sem a necessidade da realização do exame laboratorial.

*com informações do Governo do Estado do Ceará.

 

 

Leia a Anterior

Campeonato Brasileiro: Ceará enfrenta Cruzeiro e empata em 0 a 0

Leia a Próxima

Ao Vivo! Acompanhe o Jornal Alerta Geral