Uso medicinal da maconha será votado em Comissão do Senado nesta quinta-feira

A sugestão é da Rede Brasileira de Redução de Danos e Direitos Humanos (Reduc).

A Comissão de Direito Humanos do Senado decidirá nesta quinta-feira, 26, se aprova ou não a regulamentação do uso da cannabis medicinal no Brasil. A sugestão é da Rede Brasileira de Redução de Danos e Direitos Humanos (Reduc).

A maconha (Cannabis sativa) é uma planta conhecida por apresentar componentes com propriedades medicinais, como o canabidiol (CBD). Apesar do potencial terapêutico, a planta é uma das drogas mais polêmicas, em função de um seus principais componentes, o tetraidrocanabinol (THC), que causa efeitos no sistema nervoso central.

De um lado, o parecer do relator, senador Alessandro Vieira (Cidadania-ES), é pela aprovação da proposta, afirmando que a desinformação torna o debate mais moral do que científico.

Em contrapartida, o senador cearense Eduardo Girão tem uma proposta de voto separado para rejeiçao da iniciativa alegando que a liberação é prejudicial, sobretudo pelo consumo do tetraidrocanabinol.

Caso seja aprovada na comissão, a sugestão legislativa será transformada em projeto de lei, passando a tramitar no Senado Federal.

Leia a Anterior

Abertura da 1ª Semana Estadual de Proteção Animal, neste domingo (29), no Cocó

Leia a Próxima

Sesc realiza semana gratuita de atividades culturais e sociais do Ceará