Vizinhos de Bolsonaro são orientados a votar cedo para evitar tumultos

Moradores do condomínio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, onde mora o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, receberam hoje (27) um comunicado que os orienta a votar o mais cedo o possível neste domingo (28). As zonas eleitorais funcionam de 8h às 17h. A recomendação se sustenta no movimento que é esperado no local.
A estimativa da Polícia Militar é que 500 mil simpatizantes venham para a frente do conjunto habitacional. Intensa movimentação é observada todos os dias da semana, mas, neste sábado de sol o número de apoiadores foi maior.
Tanto o condomínio de Bolsonaro como os prédios vizinhos contrataram seguranças privados. Agentes da Polícia Federal que têm reforçado a segurança do presidenciável também estão de olhos atentos a qualquer movimentação de entrada ou saída de veículos.
Bolsonaro não tem agenda ao longo do dia. Segundo assessores, ele permanecerá em casa como ocorreu ontem (26). Ainda que tenha negado a possibilidade de não votar para garantir sua segurança, os rumores de que ele pode ficar em casa no domingo ainda persistem.
Há, ainda, autorização para que à tarde uma produtora de televisão entre no condomínio. Não há definição sobre uma possível entrevista do candidato amanhã (28), após o resultado das eleições. A expectativa é que um esquema especial seja montado.
Ontem (26), o articulador político da campanha, o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), afirmou que, se eleito, Bolsonaro deve falar à nação. Segundo ele, haverá uma manifestação do candidato por meio de uma transmissão de televisão que será feita por emissoras previamente escolhidas.
AGÊNCIA BRASIL
Leia a Anterior

TSE recebe partidos para mostrar como será a apuração

Leia a Próxima

CNT/MDA: Primeira pesquisa do dia traz Bolsonaro com 56,8% contra 43,2% de Haddad